CONFUNDIR-SE É UM ERRO. CONFUNDIR É PRECEITO DE TALENTO INCOMPREENDIDO.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

A Paixão


A paixão é hipnótica,
conteúdo mental invasivo.

A paixão tem vontade própria,
o apaixonado, não.

A paixão é cega e vê,
porque vê o que quer, sem entender.


A paixão é sentimento abdominal,
nasce de baixo para cima.

A paixão deve dar um sentido à vida,
não um sentido à morte.

A paixão é o aperitivo do prazer,
não deve ser um porre.

A paixão por coisas é mais tranqüila;
a paixão por pessoas, mais dependente.

A paixão acorda o apaixonado, de madrugada,
para pensar nela.

A paixão é sem explicação,
tendo nada a ver com o seu objeto.

A paixão é suicida, pode matar o amador.
A paixão é homicida, pode matar a coisa amada.

A paixão termina por ganhar da solidão.
Ai do solitário!

Sosígenes Bittencourt

8 Comentarios:

Lua * disse...

"A paixão é o aperitivo do prazer,
não deve ser um porre." Melhor definição.
Não gosto da paixão, só do amor. hahaha, acho paixão fogo demais, perigoso demais!
Mas adorei o texto, muito bom. Estou seguindo o blog.

Data Clipe! por Conrado Cooper disse...

Esse texto é perfeito, concordei com tudo que ele disse, principalmente 'A paixão acorda o apaixonado, de madrugada,
para pensar nela.' isso acontece comigo direto, rs

Esther Saldanha disse...

A paixão é uma encantadora e insana doença metal.
Inevitável que nos prove um dia, hehehe, adorei seu poema. Deu-me a impressão que nele a paixão tivesse vida própria, quem sabe tenha mesmo não é?

D. Delarge disse...

a paixão é parasita... nem o homem e nem ela existiriam por si só... é um nessecitando do outro... Multualismo, parasitismo puro...

Eduarda Ramos disse...

Amei!

''A paixão é sentimento abdominal,
nasce de baixo para cima.

A paixão deve dar um sentido à vida,
não um sentido à morte.''

Parabéns!

Elmo da Vinci Zaratustra disse...

A paixao o impeto que os humanos nao conseguem controlar

Anônimo disse...

Lindo!!!

Deise

Sosígenes Bittencourt disse...

A paixão é a desobediência do desejo.
Sosígenes Bittencourt

Postar um comentário

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." (Michel de Montaigne)
.
Defenda sua opnião