CONFUNDIR-SE É UM ERRO. CONFUNDIR É PRECEITO DE TALENTO INCOMPREENDIDO.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Sobra nada pra alguém



Eu poderia procurar alguém
Poderia, então, achar alguém
Tentar amar alguém
Ao menos, gostar
Eu poderia gostar de alguém.

Eu poderia me entregar a alguém
Dar chance a alguém
Segurar a mão de alguém
E esperar que não solte
Caminharmos além
Para o horizonte esperando alguém
e eu.

Mas, não quero
falar as poesias
os "eu te amo tanto"
as declarações mais lindas
ensaiados milhares de vezes no espelho.
Não quero que seja de alguém
O que foi feito pra você.

Eu poderia dar meu coração a alguém
Então, fazer poesias
ensaiar "eu te amo" e declarações pra alguém.
Mas, eu não tenho poder
sobre o que não é meu.
E meu coração,
muito "bregamente",
é seu
E você nem sabe
Ou não acredita. 


Izabela Cabral 

4 Comentarios:

corarts disse...

Eu também....

Hudson disse...

identifiquei-me com esse poema *-*

Gostei mto do blog !

CM Tricoloko disse...

o poema tem tudo a ver com o nome do blog!!!

Fernando disse...

Uau!
Que lindo poema.

A propósito, seu blog está muito bem organizado e sem poluição visual. PERFEITO!

Abs,
seuanonimo.blogspot.com

Postar um comentário

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." (Michel de Montaigne)
.
Defenda sua opnião