CONFUNDIR-SE É UM ERRO. CONFUNDIR É PRECEITO DE TALENTO INCOMPREENDIDO.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Fractais ou Ó dervixe girante



Ó dervixe girante
Tua dança é bela
Igualmente ao girar
Dos fractais
Eleva-se como incenso raro
Eleva-se no templo
Maior, que é o templo interno
Do homem
Ó dervixe girante
O malenavi é dança
Sagrada e gira como
O universo
Eu que já dancei
Nas masmorras infernais
Agora, danço girando
Na mão de Deus
Igual a ti dervixe girante
Que gira como uma corola
De fractais.

Eligilvan

9 Comentarios:

Mente Iusionista disse...

O que é Fractais ou Ó dervixe??

Muito bom o poema!

Tom Coyot disse...

Ora Opá!

Luiza Nishizaki disse...

Adorei como a imagem se relaciona com as palavras. thingsithink123.blogspot.com

Wellington Johnny disse...

Bem profundo. Uma linguagem bem elaborada

http://identidadeposmoderna.blogspot.com/

Casillero del Kris disse...

gostei do recurso associar as palavras a imagem...uma linguagem interessante...

parabens

Eligilvan disse...

Valeu poetas pelos comentarios e vou responder o que um dervixe são pessoas que seguem a sufismo que é uma linha do islamismo.E dançam uma dança que consiste em ficar girando para entrar em contato com os plano superiores da consciência cosmica. Um fractal (anteriormente conhecido como curva monstro) é um objeto geométrico que pode ser dividido em partes, cada uma das quais semelhante ao objeto original. Diz-se que os fractais têm infinitos detalhes, são geralmente autossimilares e independem de escala. Em muitos casos um fractal pode ser gerado por um padrão repetido, tipicamente um processo recorrente ou iterativo.

Mente Iusionista disse...

Valeu velho! Eu não sabia!
Parabéns pela eloquencia das palavras

thoughts of a modern warrior disse...

Achei interessante o seu poema.
Mas não tenho o que comentar...Só elogiar msm!

juliana disse...

Parabéns, Eligilvan!
Vc escreve super bem!
Parabéns!

Postar um comentário

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." (Michel de Montaigne)
.
Defenda sua opnião